quarta-feira, 20 de junho de 2012

Quando a opinião beira a intransigência

Em pleno Século XXI os seres humanos deveriam ter evoluído mais com relação aos seus preconceitos e opiniões, com tamanha oportunidade de expressão que temos, ainda hoje vemos muitas pessoas serem execradas pelo fato de tornarem conhecidas suas opiniões, ou as vezes, e pior, a opinião de alguns e seu modo de pensar ultrapassar o direito das outras pessoas ao ponto da violência.


Em algumas redes sociais, as vezes a gente se vê desestimulado a participar ou colocar algum comentário, pois temos visto que as contra-partidas acabam sendo expressadas de forma ultrajante, e faz com que as pessoas desistam de participar. O que será que está acontecendo? Estamos ficando menos capazes para não entendermos que todas as pessoas, podem e devem se expressar, mas que devem ter em mente que o respeito de todos é fundamental. Eu aprendi no passado que a minha liberdade vai até onde começa a liberdade dos outros, mas hoje em dia, tenho as minha dúvidas se as pessoas em todas as faixas etárias continuam aprendendo e entendendo do que se trata isso. Fico em choque quando vejo como as pessoas são execradas nas mídias, e como esta intolerância, chega a beirar ao perigo físico, não estou me direcionando a nenhuma pessoa em específico, mas sendo uma participante de várias redes sociais como várias pessoas, tenho a oportunidade de ser uma testemunha desta perda, a oportunidade das pessoas participarem mais sobre itens importantes a nossa presença, a comunidade, ao respeito mútuo, a liberdade de opinar com idéias construtivas ao que todos nós precisamos.

Sei que também encontrarei muitas opiniões contrárias as minhas, mas aonde chegaremos se não pudermos participar os relatos que possam contribuir de alguma forma útil para o bem comum.

"Nada há de mais belo e legítimo do que o homem fazer o bem e como deve ser, nem ciência tão difícil do que saber viver esta vida bem e naturalmente; e, de todas as nossas doenças, a mais terrível é desprezar o próprio ser."Autor - Montaigne 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Obrigada!!!